Espionagem põe em risco US$ 35 bi em vendas de tecnologia

Washington - A indignação internacional em relação à vigilância da Agência Nacional de Segurança na internet está prejudicando as vendas globais de companhias de tecnologia americanas e atrasando os esforços dos EUA para promover a liberdade na internet.

As divulgações de espionagem no exterior poderiam custar às companhias americanas até US$ 35 bilhões em perdas de receita até 2016 causadas por dúvidas quanto à segurança da informação dos seus sistemas, segundo a Fundação de Tecnologia da Informação e Inovação, grupo de pesquisa sobre políticas em Washington cujo comitê inclui representantes de companhias como a International Business Machines Corp. e a Intel Corp.

“As consequências potencias adversas são enormes, levando em conta o tanto que a nossa economia depende da economia da informação para crescer”, disse Rebecca MacKinnon, membro sênior da Fundação Nova America, grupo de políticas de Washington. “É cada vez mais onde se encontra a vantagem dos EUA”.

Qualquer retrocesso no esforço dos EUA em manter uma internet aberta também causaria prejuízos indiretos a companhias como a Apple Inc. e a Google Inc., que se beneficiam das redes globais com poucas restrições nacionais.

Quase 40 por cento da população mundial, ou 2,7 bilhões de pessoas, estão online, segundo a União Internacional de Telecomunicações, agência das Nações Unidas com sede em Genebra.

Fonte: Revista Exame

Notícias do segmento desejado

Veja lista completa de notícias